top of page
ILUSTRACAO-VOANDO-COM-LIVRO-2.png

Programação

Baixe aqui a Programação

Sexta - 17 de Maio

Confira as atrações da 4ª FILPF.

12:00

Bate-Papo

Jogar video-game também é leitura

Apresentação Artística Quadrilha Impacto D’um Forró

(Oferecimento: Associação São Francisco de Assis de Moradores e Pescadores da Praia do Forte)

Encerrando a programação da 5ª FLIPF e “passando o bastão” para os festejos juninos na Praia do Forte, a quadrilha junina local “Impacto d’um Forró” apresenta o espetáculo de dança “Mulheres Marias que vem do sertão - A força que vem do chão” na Praça da Alegria.

22:30

Shows FLIPF

Apresentação Musical

Marcos Clement e Igor Reis - Canções Afluentes

Marcos Clement e Igor Reis - Canções afluentes

20:00

Canto da Palavra

Mesa

Memória das Águas

Convidadas:
Socorro Acioli (CE)
Suzane Lima Costa (BA)
Nankupé Tupinambá Fulkaxó (BA)

Mediação: Marielson Carvalho

A memória pode ser um fio invisível de ligação entre diferentes mundos. Reconstitui-la, em qualquer tempo, pode fazer surgir novas miragens da história, causar revoluções, desaguar passados para escrever o presente. Nesta mesa, a escritora Socorro Acioli, autora do recém-lançado Oração para desaparecer, a pesquisadora Suzane Lima Costa e o jornalista Nankupé Tupinambá Fulkaxó conversam sobre as heranças portuguesa e indígena expressas nas histórias orais e escritas de nosso tempo.

19:00

Ninho FLIPF

Contação de História

Contação História com Rai Santana

Contação História com Rai Santana (Oferecimento: Fundação Pedro Calmon)

Raí Santana é ator, publicitário e contador de histórias, possui especialização em literatura infantil juvenil e contação de histórias. Atua como arte educador e produtor cultural e é voluntário da VIVA Bahia contadores de histórias em hospitais.

18:00

Ninho FLIPF

Apresentação Artística

PUMM - POR UM MUNDO MELHOR

O Grupo PUMM (POR UM MUNDO MELHOR) traz uma apresentação musical divertida, interativa e que faz a criançada pular e dançar ouvindo histórias! Com muitas cores e brincadeiras, é impossível não sorrir, seja adulto ou criança, todos se soltam no show do PUMM!

17:00

Multiverso FLIPF

Oficina

Oficina de Origami de Animais Marinhos

Facilitadora: Etiennette Bosetto

Desenvolver paciência, habilidades motoras finas e conhecer uma arte milenar de um outro país é um ganho significativo. O origami ajuda na criatividade ao criar formas complexas a partir de uma única folha, promovendo a concentração e o pensamento tridimensional. Essa arte também pode ajudar na evolução pessoal ao proporcionar uma atividade relaxante e gratificante, além de ser uma forma única de expressão artística.

14:00

Ninho FLIPF

Contação de História

Contação História com Rai Santana

Contação História com Rai Santana (Oferecimento: Fundação Pedro Calmon)

Raí Santana é ator, publicitário e contador de histórias, possui especialização em literatura infantil juvenil e contação de histórias. Atua como arte educador e produtor cultural e é voluntário da VIVA Bahia contadores de histórias em hospitais.

13:30

Rede de Livros

Bate-Papo

Navegantes da Leitura

Convidadas:
Mariana Paim (CLUBE Leia Mulheres/ Feira de Santana)
Felipe Brito (CLUBE Nona Arte)

Mediação: Deko Lipe

Descrição: Conversa entre organizadores de Clubes de Leitura da Bahia

12:00

Multiverso FLIPF

Bate-Papo

O videogame na criação do imaginário

Convidados: Ian Fraser e Samira Soares
Mediação: Daniel Cesart

Descrição: Jogar videogame pode ser mais do que apenas diversão; pode ser uma ferramenta poderosa para estimular a criatividade dos jovens. Através de desafios que exigem resolução de problemas e tomada de decisões rápidas, os jogos incentivam os jogadores a pensar de forma criativa. Além disso, a exploração de mundos virtuais e a interação com narrativas envolventes podem inspirar a imaginação dos jogadores, levando-os a criar suas próprias histórias e personagens, características encontradas em quem quer fazer literatura.

12:00

Ninho FLIPF

Contação de História

Amanda Julieta conta “Dandara”

Amanda Julieta é escritora, jornalista e pesquisadora literária. É mestra e doutoranda em Literatura e Cultura pela Universidade Federal da Bahia, onde desenvolve pesquisa sobre a poesia e a performance de mulheres negras na literatura periférica. Publicou os livros “Dandara” (selo editorial ParaLeLo13S), ganhador do Prêmio Pretas Potências 2023, e, recentemente, “Tem poeta na casa? Mulheres negras, poetry slam e insurgências” (selo editorial ParaLeLo13S).

20:00

Coreto

Apresentação Musical

Sarau das Escolas

Apresentação Sinfônica Garcia D'Ávila e grupo Forte Swing (Oferecimento: Fundação Garcia D’avila)

22:00

Canto da Palavra

Mesa

As Cidades e o Mar

Convidados:
Geovani Martins (RJ)
Jorge Augusto (BA)

Mediação: Mônica Santana

O litoral é personagem central de cidades como Salvador e Rio de Janeiro. A vida pulsa nas faixas de areia até o mar, onde trabalhadores e visitantes dividem espaço nos cartões postais das duas capitais. Esta mesa recebe os escritores Geovani Martins, autor de Via Ápia e O sol na cabeça, e Jorge Augusto, autor da plaquete O mapa de casa e Muvuca, para uma conversa sobre as cidades nas suas obras e o litoral como um importante marcador social do país.

19:30

Rede de Livros, Multiverso FLIPF

Performance Artística

Sarau da Onça

O Coletivo Sarau da Onça atua em Sussuarana (Novo Horizonte) há mais de 12 anos. O Sarau da Onça nasceu da necessidade de contrapor as estatísticas e quebrar estereótipos, mostrando que a periferia é um polo de cultura e educação e vai além das notícias sensacionalistas, veiculadas por parte dos meios de comunicação.

O Sarau da Onça foi o primeiro a se articular dentro dos movimentos de arte e literatura na periferia de Salvador. Esse movimento foi criado a fim de sensibilizar as pessoas da comunidade para com os problemas que esta possui. A arma utilizada são as palavras da boca dos poetas e poetisas das baixadas e vielas do bairro. Liderado por Sandro Sussuarana e Evanilson Alves, o sarau mostrará seu repertório poético e sua potência nos palcos da FLIPF.

18:30

Rede de Livros

Bate-Papo

Beije sua Preta em Praça Pública

Convidadas:
Amanda Julieta (Livro - “Tem Poeta na Casa? Mulheres Negras, Poetry Slam e Insurgências” )
Crislane Rosa (Livro - “Beije sua Preta em Praça Pública: Da apropriação do corpo à apropriação do espaço” )

Mediação: Carla Brito

Descrição: Diálogo entre autoras/pesquisadoras que refletem sobre o lugar da poesia e corpo de mulheres negras na cidade de Salvador.

17:00

Multiverso FLIPF

Lançamento

Do que você tem medo?

Convidados: Michelle Oliveira, Dyo e João Mendes
Mediação: Anderson Shon

Descrição: As autoras Michelle Oliveira, Dyo e o autor João Mendes abrem a caixa de Pandora e jogam pra fora todo o terror e horror que abraçam a sua literatura. João trará como combustível desse medo o seu conto mais recente, Corpo de Barro. Dyo apresentará a história Vá De Retro, um terror que se passa em Feira de Santana. E Michelle Oliveira lançará Téssera, seu mais novo livro.

17:00

Ninho FLIPF

Bate-Papo

Conversa com a autora Sara Bertrand (Chile)

Sara Bertrand estudou História e Jornalismo na Universidade Católica do Chile, onde ministrou o curso Apreciação Estética de Livros Juvenis na Faculdade Filosofia e Humanidades, é facilitadora de oficinas do Laboratório Emília e escreve para os Cadernos Emilia (Brasil). Em 2017 ganhou o New Horizons Bologna Ragazzi com La mujer de la Guarda, que recebeu o selo de distinção da Cátedra UNESCO 2019 no Brasil; foi incluída no White Ravens na Alemanha com No se lo coma (2018) e ganhou a Medalha Colibrí IBBY Chile 2019 com Literal Manifesto, impresso feminino. Seus livros foram traduzidos para catalão, francês, italiano e português. Em 2021 publicou o livro de ensaios Patos e lobos-marinhos, uma conversa sobre literatura e juventude (Solisluna Editora e Selo Emilia, Brasil) e La memoria del bosque (Cataplúm, Colômbia). Em 2023 lançou na Itália o livro Território di Fuga (Edicola edizioni) e no Chile Canción de recuerdos inútiles (Escrito con tiza). No Brasil lançou em 2022 e 2023, A Memória do Bosque e Lá fora, os fantasmas (Solisluna Editora e Selo Emília). Em 2024 publicou Un libro es una pregunta (FCE) e lança na Flipf o livro Escrever as mães, maternidade e resistência.

13:15

Multiverso FLIPF

Oficina

Origami de animais marinhos

Facilitadora: Etiennette Bosetto

Desenvolver paciência, habilidades motoras finas e conhecer uma arte milenar de um outro país é um ganho significativo. O origami ajuda na criatividade ao criar formas complexas a partir de uma única folha, promovendo a concentração e o pensamento tridimensional. Essa arte também pode ajudar na evolução pessoal ao proporcionar uma atividade relaxante e gratificante, além de ser uma forma única de expressão artística.

13:00

Ninho FLIPF

Oficina

Oficina “Mistério no mar”

Thiago Siqueira com a Oficina “Mistério no mar”

Thiago Siqueira: psicólogo, escritor, ambientalista, educador ambiental, consultor ambiental, pesquisador com mestrado e doutorando em Território, Ambiente e Sociedade.

12:00

Rede de Livros

Oficina

Oficina de Poesia Falada

Facilitador: Evanilson Alves

Descrição: Oficina de Poesia Falada

Propõe diálogos sobre poemas e poesias, e seus significados, exercício de declamação e escritas periféricas estimuladas por conteúdos que vão de matérias jornalísticas, revistas e livros com textos sobre a realidade periférica.

Leituras individuais com ou sem performance vocal ou corporal, composição de poemas utilizando poucas palavras, composição coletiva de poesias, composição individual. Ao final da oficina haverá uma pequena mostra artística em forma de sarau ou slam (batalha de poesia) entre os participantes para que possam protagonizar suas criações literárias a fim de sensibilizar outros possíveis novos escritores.

12:00

Ninho FLIPF

Lançamento de Livro com Exibição de Animação

“Momo – Assim nasce uma história”

Projeto Baleia Jubarte apresenta “Momo – Assim nasce uma história”

Convidadas:
- Rosana Almeida
- Áurea Bárbara
- Isabela Oliveira

Lançamento do livro infantil do Projeto Baleia Jubarte “Momo – assim nasce uma história”, um conto ilustrado em aquarela e baseado na Pedagogia Waldorf, que será apresentado por sua equipe de criadores e coordenadores, seguido da exibição de animação.

Esse conto infantil traz uma analogia entre os processos de aprendizagem e desafios diários da baleia-jubarte com o nascimento de seu filhote, similares ao de uma mãe e seu filho nos seus primeiros anos de vida. Os conhecimentos primordiais adquiridos garantem sua sobrevivência, desenvolvimento e habilidades que promovem a autonomia de atuar no mundo com respeito à diversidade.

Público-alvo: Primeira Infância

bottom of page